Abandono: Kilamba, Angola

Kilamba é uma cidade inaugurada em 2011 na Angola. A cidade está localizada a 20 km do centro de Luanda. A cidade é uma espécie de residencial de 54 km², com escolas, hospital, lojas e mercados... toda a estrutura de uma cidade independente. Seus 82 mil apartamentos podem abrigar uma população de 500 mil habitantes. Porém, desde sua inauguração, a cidade não recebeu NENHUM morador! Uma verdadeira cidade fantasma, a primeira do país.


A empresa chinesa que construiu a cidade gastou milhares de dólares e Angola pagou o empreendimento com petróleo. Alguns apartamentos já foram vendidos, mas até agora ninguém ocupou seu novo lar. Quando a cidade esteja povoada, serão muitas famílias com uma nova oportunidade de melhorar de vida, que foi o principal objetivo da cidade ter sido construída: proporcionar qualidade de vida e educação para as famílias menos afortunadas.

Num país onde a classe média é pouco visível, o plano do governo está demorando para ter resultados, por isso é que Kilanda continua vazia. Essas famílias estão concentradas no centro de Luanda. Segundo Elias Isaac, responsável pelo ramo angolano na sociedade (OSISA), Angola não possui uma classe média e sim os ricos e os pobres, nada mais que isso. E seria justamente o grande problema pelo qual a nova cidade não estava sendo povoada: os pobre não teriam condições de comprar os apartamentos construídos, por ser mais que eles podem pagar e para os ricos, os apartamentos são muito simples.



Independente dos motivos pela qual Kilanda continua vazia, o lugar é incrível e bizarro ao mesmo tempo. Imagina um lugar gigantesco, construído para abrigar meio milhão de pessoas e que pr obra do destino, não passa de mais uma cidade fantasma que logo estará repleta de lendas e mistérios que envolve sua possível desolação.




Que bizarro deve ser para a primeira família que se mudar para Kilamba. Já pensou comprar um apartamento em um complexo e demorar algum tempo (considerável) para ter um vizinho que more, pelo menos, no mesmo prédio. Porque, ao que parece, ainda vai levar muito tempo para que a cidade esteja com sua capacidade total.

2 comentários:

  1. Bem interessante, fico pensando como seria estranho, e legal, comprar um apartamento numa cidade fantasma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser muito estranho e solitário viver numa cidade assim... pensa no medo ao ouvir um barulho estranho numa noite fria e chuvosa...

      Excluir